Os pirralhos

baby babies baby growth

quarta-feira, 11 de abril de 2007

Revoltada...

é como me sinto hoje de manhã.

Acordo com uma bela notícia no jornal das 7h da RTP1:

Um "animal"* atropelou uma jovem grávida de 38 semanas e fugiu.
Quando o INEM chegou, ela já estava em paragem cardio-respiratória.
Por ela, já nada podiam fazer. Mas podiam tentar salvar o bebé.
Fizeram massagem cardíaca à mãe, e depois intubaram-na.
O objectivo era que o sangue e o oxigénio circulasse no corpo da mãe e chegasse à placenta do bebé.
O Hospital já estava de sobreaviso, e fizeram uma cesariana.
O bebé nasceu em paragem respiratória. Foi intubado, mas está, neste momento, clínicamente estável.
Pesa 2,920 kg.
A mãe, morreu.

A GNR, através de testemunhas, conseguiu chegar ao condutor, horas depois do acidente.
Ele disse que sentiu "alguma coisa" a bater no carro. Diz que parou, saiu e olhou, mas que não viu "nada". Como tal, seguiu o seu caminho.
Horas depois, parece que ainda acusava álcool.

Como é que alguém não vê uma grávida de 38 semanas?
Os animais que andam a circular pelas estradas de Portugal.

* Animal sim, porque um homem que faz isto só pode ser um animal.

3 comentários:

Kelly disse...

Tens razão...
"Decepou" uma família, porque nada volta a ser como era.
Horas antes esperavam pacientemente pelo nascimento da filha que amaram e agora....
tens razão é uma animal...

Ana Luísa disse...

Nem me digas nada...Vi ontem essa notícia no Telejornal e estava com o Francisco ao colo. Fiquei chocada, triste e quase a chorar com pena da mãe (claro) mas mais ainda do bebé que vai crescer sem nunca ter conhecido a mãe... É horrível, terrível, fiquei sem palavras... Ao fulano que fez isto nem sei o que merecia (sei mas...).
Mas sabes, até os (verdadeiros) animais não são assim tão estúpidos e cruéis...
Beijinhos

apardalada disse...

Chamar animal a esta pessoa é insultar os verdadeiros animais!!!
Sem palavras!!!!