Os pirralhos

baby babies baby growth

segunda-feira, 9 de junho de 2008

dúvidas existenciais

Uma das minhas maiores dúvidas, neste momento, é se começo o Mestrado este ano ou no próximo...

Por um lado, apetece-me começar este ano... porque já terminei a licenciatura, porque o Duarte é pequenino, porque estarei em casa até ao final do ano...

Por outro lado, tenho medo que o Duarte seja um bebé complicado e chorão, que me exija muito. E a Daniela está numa fase que pede muita atenção...

Por outro lado, se espero para começar no próximo ano, o Duarte estará com quase 1 ano e meio e a Daniela com quase 3 anos, o que também é uma idade complicada...

Mas, custa-me pensar em adiar esse projecto mais tempo, porque senão, quem me dirá que não acabo por me acomodar, e nunca mais o farei...

Mas um mestrado é caro... o meu custar-me-à 500 / 600 euros por semestre, e, se não me puder dedicar a 100%, acaba por ser dinheiro deitado fora...

São muitas as indecisões... E as inscrições para o próximo ano lectivo são já este mês!!!

9 comentários:

Patrícia disse...

Tens razão em ter tantas dúvidas...
Tem calma... de certeza que vais decidir pelo melhor...
Bjs

Carina M disse...

Não digo nada pois estaria com as mesmas dúvidas que tu, mas seja qual for a tua decisão vai ser a ideal.
Bjs

Ana Luísa disse...

Se te sentes com força, acho que deves avançar!
Eu, confesso, no teu lugar, esperaria mais um ano...
Acabei o meu curso há 12 anos e só agora pensei no Mestrado... É disso que tenho andado a tratar mas, no ano passado, com o Francisco tão bebé, não seria capaz de me concentrar porque é algo que requere muito empenho e trabalho... Mas isto sou eu! E mesmo não tendo começado, desde Outubro passado que, mensalmente, vou a sessões do dito... e é realmente muito trabalhoso... Mas como digo, se te sentes inspirada, com força, tempo e tens ajuda "por tás" força!
Eu só me vou 'meter' nisso porque o maridão apoia-me 200%.
Beijos e boa decisão!

Cláudia disse...

Se tiveres um bom apoio da parte da família...julgo que és capaz de fazer tudo!
Esperar nunca é bom...porque acabamos por não ter força para conseguir fazer as coisas!

Seja qual for a tua decisão, espero que tenhas toda a gente a apoiar-te!

Beijo grande

Mãe Raquel disse...

Assim de repente e sem pensar muito eu diria que se a oportunidade é agora, aproveita já.

Tu decidirás o melhor, para ti e para os teus.
Beijocas.

Mamã Marta disse...

Pois é minha querida concordo ctgo, mas eu há já 3 anos q adio, um ano por isto, outro por aquilo, a verdade é q nunca dá jeito por mil e um motivos mas mais 2 aninhos e vou tirar custe o q custar...

Tens de pensar bem, mas o tempo urge...

Bjokinhas
Marta e Gonçalinho

Mamã Catarina disse...

Linda, acho que deves ouvir o teu coração e fazer o que ele te pede! Isto claro, aliado ao que a tua consciência ditar :)

Mas de qualquer forma e se me permites uma opinião, não será melhor aguardares o nascimento do Duarte? Porque uma nova fase da tua vida está para chegar e tu não sabes como vai ser a adaptação a ela! Não sabes que tipo de bebé vai ser o Duarte, não sabes como vão andar as vossas finanças nos próximos tempos, não sabes como andará o comportamento da Daniela nos próximos meses e se andará mais carente dos mimos dos papás e principalmente da mamã :(

Mas tenho a certeza que tomarás a decisão mais correcta e adequada, porque tu tens essa capacidade :)

Beijinhos!!

Lurdes disse...

Olha, vou-te aconselhar com experiência na matéria. Acho que deves esperar pelo menos mais um ano. Eu começei o meu antes de engravidar da Dani. Ou seja, o primeiro ano até foi porreiro. Adorei e até tenho saudades desse ano. O pior foi a elaboração da tese. As primeiras reuniões por causa da tese coincidiram com a altura que engravidei. Depois fui fazendo pesquisas para encontrar um tema, depois o índice, a bibliografia e afins. Entretanto a gravidez foi avançando. Pensei que quando a Dani nascesse podia adiavtar alguma coisa enquanto ela dormia, etc. e aproveitava a interrupção da licença para adiantar trabalho. Mas não foi nada assim. Com um bebé pequeno, todos os cuidados que requere, o colo que me pedia, a casa e afins pouco conseguia trabalhar. Conclusão, acabei agora (defesa de tese esta semana), mas demorei 2 anos para fazer um trabalho que podia ter feito em 1. E tenho uma amiga que nem sabe se vai conseguir acabar, pois até já foi aconselhada a desistir por o tempo estar a acabar e não ter apresentado practicamente nada. Ou seja, tanto dinheiro para nada. Até podes conseguir dedicares-te mais, mas irá ser cansativo ... digo até extenuante! não te quero influenciar na decisão, só te quis dar a conhecer a minha experiência no assunto.
Beijocas e depois dia qual foi a tua decisão.Lurdes

Kelly disse...

Eu no teu lugar tirava já o mestrado. Já tens a pedalada de estudar e no início apesar de o Duarte poder ser difícil, nada se compara à fase de trepar e mexer em tudo!!!