Os pirralhos

baby babies baby growth

sexta-feira, 21 de outubro de 2011

Chamo-me Cláudia, tenho 34 anos

e sou contratada pela Função Pública há 11 anos...
Tenho um contrato de trabalho individual em funções públicas. Ou seja, tenho todas as obrigações de um funcionário público, mas não tenho os direitos.

O meu ordenado mensal, já com os descontos feitos, é de 680 euros.
Sou licenciada, mas a minha categoria é Assistente Técnica. Não me actualizam a categoria para Técnica Superior (merecida por ser licenciada) porque o ordenado base é 1200 euros. Não abrem concursos, e os que abriram este ano, foram anulados ao fim de alguns meses.
Este ano não tive aumento de ordenado.
O ano passado tive 0,5%.
E o ano que antecedeu foi de 1%.

Em 11 anos de "trabalhos públicos", tive um aumento de ordenado de 92 euros.

Onde é que está a média salarial de 10 a 15%$ mais alta que no privado?
O meu subsídio de refeição é de pouco mais de 4 euros diários. Onde se come por 4 euros? Com uma sandes e uma sopa, já lá estão os 4 euros, praticamente...

Tenho 3 filhos, e estou claramente a ser roubada.
Pago 170,90 euros de "passe" de transportes públicos para ir trabalhar.
Agora, ficarei sem um dos subsídios, durante 2 anos.

Além do poder de compra que fui perdendo ao longo dos anos por não ser aumentada ou ter baixos aumentos, as coisas foram aumentando. Aliás, nestes últimos 2 meses, a cartne e o peixe, por exemplo, aumentaram muito.

Este é o meu grito de revolta contra o Governo. A população não deve ser sacrificada pelos erros da Administração do País (Governo, Deputados e Gestores Públicos). Se eu gastasse o meu dinheiro como o Governo gasta o NOSSO dinheiro, já passava fome e morava debaixo da ponte à muito tempo!
Têem de ser responsabilizadas as pessoas que levaram o país à bancarrota, e aqueles que enriqueçeram e enriqueçem com a crise.
tenho dito!

3 comentários:

Maria Pereira disse...

Compreendo a tua revolta, eu trabalho à quase 24 anos e vou ficar sem os 2 subsídios assim como o meu marido... felizmente ganho mais que tu mas tb estou à muito mais tempo na Função Publica e tive a sorte de mudar de carreira qd acabei o meu curso superior, mas esperei mais 2 anos do q algumas colegas q acabaram os cursos ao mesmo tempo q eu... Tb coloquei no meu blog o meu grito de revolta e sinto-me impotente p lutar contra esta injustiça..

Um beijo solidário

Lil disse...

acho que falta coragem aos lideres, ou entao simplesmente tem comodismo a mais...

Mónica disse...

É uma vergonha...