Os pirralhos

baby babies baby growth

quarta-feira, 2 de dezembro de 2009

mãe desnaturada vs 30 semanas de gravidez


E chegámos às 30 semanas de gravidez...

e por incrível que pareça, só tenho ainda 2 peças de roupa para a Mónica. Uma oferecida no sábado, e outra comprada por mim, ontem!

Por este andar, devo andar a correr as lojas em busca de roupas já com as famosas dores do parto...

Andas linda, andas!!!!...


Adenda: Eu dei a roupa toda da Daniela e do Duarte de recém-nascido e até aos 9 meses, porque não planeei esta gravidez tão cedo! Como havia pessoas que estavam a precisar, dei tudinho. Da Daniela dei a roupa toda até aos 2 anos! Resumindo... agora não tenho roupa nenhuma!

10 comentários:

Carla Isabel disse...

Comprar?
E a roupa da Daniela?
Aproveita amiga!

Bjs

Maria Pereira disse...

Se calhar tens algumas coisas ainda da Daniela e dá para aproveitar e com alguma coisa que a familia te dê, se calhar nem é preciso comprar muita coisa...

Bjs

Mãe-Galinha disse...

Já 30 semanas? Bolas! PAssa rápido!

Pois, é mesmo melhor comprares algumas pecinhas...

Bjs gds

Patrícia disse...

Pois... acho que deves pensar seriamente em comprar as roupinhas para ela!!!

Bjs

Catia, a mãe do Puts... disse...

Nao te preocupes tenho um saco cheio de roupa ate um mes que ja deixou de servir ao meu balazao chines!!!bodies, fatinhos, babygrows etc etc...
por isso que bela noticia que me das assim ja posso passar tudo para ti, se quiseres e obvio !!!
beijoquinhas

Sofia,Pedro e Joana disse...

30 semanas de gravidez: parabéns!
Beijinhos,Sofia,Pedro e Joana

fénix renascida disse...

Gostaria de saber se estás interessado(a) em assinar as minhas duas petições online.

A primeira defende que, em caso de separação, os filhos devem permanecer à guarda da mãe (salvo excepções, claro). Está em http://www.peticaopublica.com/?pi=P2009N575

A segunda é a favor de toda a pessoa deficiente. Está em http://www.peticaopublica.com/?pi=P2009N134

fénix renascida disse...

Acima de tudo, sou a favor da família, de uma família feliz. Mas a realidade mostra-nos muitos casais separados, e nessa separação há que decidir o destino dos filhos. Se, de comum acordo, se optar por uma guarda conjunta -isto se pai e mãe tiverem um entendimento razoável e viverem nas proximidades um do outro- tanto melhor! Mas nem sempre tal é possível, e, então há que optar por um deles.
Numa outra petição pretendem que a decisão se faça em igualdade: em vez de se decidir pela mãe, que se presume mais capaz, deve-se poder decidir igualmente pelo pai, uma vez que -assim o dizem- ele é igualmente capaz.
E eu aqui não concordo, sobretudo se se trata de uma criança pequena. Na minha perspectiva,as crianças precisam sobretudo dos cuidados maternos, e o pai não é descriminado. A natureza decidiu que é a mãe, à semelhança de qualquer outra progenitora, quem deve cuidar dos filhos (com o apoio do pai), e não vice-versa. Não vejo razão para contrariar a (nossa) natureza.
Também não concordo que os filhos fiquem com quem oferecer melhores condições. Se for o pai a tê-las, que assim seja. A mãe erá de pagar x por mês, terá o direito de visitas e algum tempo de férias.A um filho basta o mínimo de condições, e muito amor!
Assim:

Gostaria de saber se estás interessado(a) em assinar as minhas duas petições online.

A primeira defende que, em caso de separação, os filhos devem permanecer à guarda da mãe (salvo excepções, claro). Está em http://www.peticaopublica.com/?pi=P2009N575

A segunda é a favor de toda a pessoa deficiente. Está em http://www.peticaopublica.com/?pi=P2009N134

A mãe que capotou disse...

Que sorte a da Monica vai ter um guarda-roupa novo !
Que azar da carteira da mãe !
lol

Antes que ela chegue e que depois não tenhas tempo para mais nada, nem para comprares roupa, nem nada, passa pelo meu bloguezinho http://apanhadanacurva.blogspot.com

Cristina disse...

Olá. Já sigo o teu blog à algum tempo. Finalmente decidi criar o meu (nunca é tarde para começar).

Aqui divulgo o link se quiseres lá dar uma saltada www.aflorcorderosa.blogspot.com

Bjs
Cristina