Os pirralhos

baby babies baby growth

terça-feira, 18 de setembro de 2007

doi-me o coração... a alma

cada vez que relembro a queda aparatosa que a Daniela deu hoje!
Relembro e doi-me...

Não me considero má mãe, ou negligente!
Faço o melhor que sei, dou o máximo de mim. Talvez por isso me recrimine tanto pelo que aconteceu!

Desde domingo que estávamos para baixar o estrado da cama da Daniela. Ela já se põe em pé, sozinha, na cama.
Mas ainda não tínhamos tido tempo!
Ainda hoje, ao telefone, falara com o meu marido e dizia que de hoje não passava!

Mas, quando chegou a casa, estava com sono. Deitei-a. Ela ficou agarrada à mantinha, quieta.
Saí do quarto dela, para o corredor, a falar baixinho com o papá. Passados uns segundos, nem sei quanto tempo, olho para o quarto, e vejo a Daniela debruçada e a cair da cama. Para o chão de parquet flutuante!
Nem sequer tinha o tapete, pois estava a lavar!

Nesse momento, caiu-me tudo!
Só me lembro de correr para ela, mas já não conseguir aparar a queda! Vê-la a cair no chão, desemparada, e eu sem nada poder fazer.
Caiu mesmo de cabeça no chão!
Agarrei-a... e ela a chorar. Dei-me muitos miminhos, tentando acalmá-la, para depois poder ver a sua cabecinha.
Enquanto a abraçava, e ela chorava, toda eu tremia. Pela minha cabeça passava, repetidamente, a imagem dela a cair.
Sentia-me a pior mãe do mundo! A queda era superior a um metro...

Ainda por cima, ela estava cheia de sono! E, ao colinho da mamã, só queria dormir...
E eu só pensava: "ela não pode dormir, não pode ficar sonolenta, não pode vomitar... tudo isso são maus sinais... sinais de traumatismo craniano..."

Depois, passado um pouco, ela voltou a ser o que era: alegre, bem disposta, a querer descer do colo para correr pela casa toda... E eu continuava a sentir-me a pior mãe do mundo.

Foi dormir a sesta 1h30 depois da queda. E o seu sono foi sempre vigiado.
Passada uma hora de sono, acordei-a. O despertar também foi o normal: sorridente e bem disposta.
Jantou bem, sem vomitar, e agora anda a brincar no seu quarto, na aranha!
Eu continuo a sentir-me a pior mãe do mundo. Apesar de saber que ela cai e vai continuar a cair mais vezes... mas da cama dela nunca esperei que isso acontecesse.

Sei que não sou má mãe, nem negligente... mas o sentimento de culpa ainda impera.

E claro que mudei o estrado da cama antes dela ir dormir a sesta!

Desculpem o testamento, mas coração pesado, mãos mais leves no teclado. Tinha de vir desabafar...

16 comentários:

ANA E OS PRINCIPES... disse...

Têm calma,amiga!
Não és má mãe,isso são coisas que acontecem.
Quando a princesa era bebé caíu da minha cama,eu pensava que ela não se virava e foi uma queda enorme,com direito a visita ao hospital.
Relaxa as quedas fazem parte do crescimento e no final tudo ficou bem,lol
Beijinhos grandes e apesar de não te conhecer,sinto que és uma mãe maravilhosa

mamã vera disse...

Calma linda... c as crianças é assim mesmo... basta um descuido... e lá vão elas!

P a proxima... qdo pensarem em fazer algo... façam logo... não deixem andar... já vos ficou o susto... ela está bem pelo q contas... já passou...

Pelo q te leio és uma optima Mamã... mas nós ficamos tristes connosco claro... afinal de contas... são os nossos bebés!!

Beijocas

Patrícia disse...

Má mãe? NÃO!
Negligente? NÃO!
São acidentes que acontecem.
Quantas vezes eu penso que são acidentes que poderiam ser evitados.
Mas não adianta, porque eles acontecem...
Ainda bem que a coisa ficou-se só pelo susto! Ufa!
Mãe sofre...
Bjs

dangerously in love disse...

Claro que não és má mãe poças.Essas coisas acontecem.Foi na cama poderia ter sido ela a tropeçar ou qualquer coisa assim. Mas uma coisa é certa, hoje vou já baixar o estrado da cama da minha;)
Beijocas

Sofia Caeiro disse...

Tem calma!
Não foi por culpa tua que aconteceu....simplesmetne aconteceu!
O que importa é q ela está bem, e foi apenas um grande susto, e como se costuma dizer.."ao bebe e ao burracho, põe Deus a mão por baixo!

Vá, tem calma!
Beijinhos

gaia disse...

estamos cá para "ouvir"!
nem imagino o susto e a dor. mas felizmente as crianças pequenas têm defesas naturais que nós adultos nem imaginamos.

Lil disse...

nao és má mae, foi apenas um azer....aconteceu, ja passou a Daniela está bem.
bjus

Mamã Elsa disse...

São coisas que acontecem, apesar de todo o cuidado.
O que interessa é que a Daniela está bem... isso é o importante.
E com o passar dos dias essa tua culpa vai diminuindo, o tempo tem esse efeito.
mas ter esse susto sempre presente, para uma nova etapa no crescimento da Daniela, e não facilitar.
mas mesmo sem facilitar acontece sempre qq coisa, e claro que nos, Maes, sentimo-nos culpadas. são seres que dependem de nós... temos de proporcionar todo o conforto, amor e segurança possivel e imaginario. beijocas

Ana Luísa disse...

Tem calma, pensa que acontece a todos, mais dia menos dia...
Não te sintas assim.
O Francisco também já caíu algumas vezes, inclusivé da nossa cama e passou num instante! Eles mais parecem ser de borracha :P
A Dani está bem e tu és uma óptima mãe!
Beijinhos!

Carina M disse...

Olha o teu relato fez o meu coração disparar ao relembrar uma queda que a minha deu quando tinha também pra aí 10 meses. Eu tremia tanto, tanto, mas é como dizes não és má mãe, nem negligente, apenas foi um descuido, e vais ver que passarás a ser mais atenta, pois a fase em que começam a andar também tem muitos perigos. O que interessa é que ela não ficou com doi-doi.
Bjs

Celine disse...

oh amiga estas coisas acontecem tens que ter calma!! Eu percebo-te muito bem é a sensação de não ter conseguido agarra-la mas pronto foi só um susto miga!!! Beijinhos para ti e para a Dani

Andrea disse...

Mãe negligente não...estas coisas acontecem...não te sintas mal...o importante é estar tudo bem!
Uma beijoca!

Xuga disse...

Como te compreendo!
Acabei de chegar do hospital com o Francisco. Anda a querer andar e bateu com a cabeça na mesa de apoio da sala. Quando o agarrei e vi a cabeça com um corte ia morrendo. Ele chorava, a mãe chorava. Embora eu soubesse que não devia estar partida (porque quase não deitou sangue), não descansei enquanto não fui ao hospital com ele. Resultado, tudo ok. Por gelo e vigiar. Mas eu perdi ANOS de vida!

bjs

Margarida disse...

Tadinha da Daniela....
Já nos custa saber que eles se aleijam, quanto mais quando vemos com os nossos olhos
Não penses que és má mãe, por favor, há coisas que não conseguimos controlar e embora o estrado já pudesse estar para baixo, não te pudes culpabilizar por ela ter saltado por cima dele.
Há uns 2 anos, a minha mais velha pregou-me um susto de morte, ao cair da cama. Eram 6 da manhã, ela devia estar a sonhar, pos-se em pé, caiu da cama e bateu com a cabeça no móvel ao lado da cama. Quando cheguei ao quarto (quase a voar) ela estava estendida no chão, virada para baixo, com uma poça de sangue ao pé da cabeça....
É horrivel....embora me tenha culpabilizado, mentalizei-me que são coisas que acontecem....
Um beijinho, as melhoras e desculpa o testamento

Tânia e Ângelo disse...

As melhoras da Daniela!Imagino como n deves ter ficado.. Beijocas grandes à mamã e à filhota linda

Berta disse...

Pois... imagino... deve ter sido cá um susto... Acho que todas nós já passámos por situações semelhantes e todas nós nos sentimos as piores mães do mundo... Infelizmente faz parte.
Beijinhos!