Os pirralhos

baby babies baby growth

sexta-feira, 23 de setembro de 2011

As mulheres são supermulheres?!

Não sei...
às vezes penso se sou só eu...
Parece que o tempo não me rende... A verdade é essa!

Mudámos de casa há 9 meses. Fomos para uma casa fantástica, com espaço exterior, a 70km de Lisboa. A casa é bem maior, já mais adequada a 3 crianças. Têm espaço para correr, andar de bicicleta, etc.
É mesmo a casa dos nossos sonhos...
Eu consegui ter uma horta, e árvores que plantamos. É óptimo precisar de qualquer coisa e ir à horta buscar. Temos também muitos vegetais congelados, também da nossa hortinha.

Mas, sinceramente, muitas vezes não dou conta do recado.
Saio de casa às 6h30 da manhã e chego às 6 da tarde. O meu marido, que trabalha a partir de casa, acorda os miudos e prepara-os para a escola. Leva-os e vai buscá-los também.

A Mónica entrou para a escola no início de Setembro. Pensei que ia ser complicada a adaptação, muito sinceramente. Ela só esteve 4 meses num infantário, dos 6 aos 10 meses. Quando nos mudámos, não havia vaga na escolinha. Ficou 8 meses em casa com o meu marido. Foi dose para ele, coitado, trabalhar e cuidar de uma bebé ao mesmo tempo.
Felizmente, correu tudo bem. Ainda não mordeu, bateu ou arranhou ninguém, que eu saiba.
O Duarte e a Daniela entraram para o pré-escolar público. A adaptação também está a correr muito bem. O espaço é novo, tem condições, e as educadoras parecem ser dedicadas e atenciosas com os miúdos.

Eu decidi, ao fim de anos e anos a adiar, tirar a carta de condução. A mudança de casa, e um acidente de bicicleta que o meu marido teve há 3 meses, deram-me o empurrão que precisava. Ficámos 1 semana sem carro. ele não estava em condições de conduzir, e eu, sem carta de condução. Se não fosse a boa vontade de outras pessoas... enfim.

Estou cansada. Os miúdos vêm cansados da escola. Eu venho cansada do trabalho. Tenho sempre montes de coisas para fazer em casa. Imensas "to do lists" e pouco tempo para ir riscando itens delas... Algumas (muitas!) coisas ficam sempre por fazer.

Estou numa fase em que me apetecia deixar de trabalhar e ficar em casa, cuidar da casa e dos miúdos. Haverá mais gente assim?...

4 comentários:

Carla Isabel disse...

Calma querida..tudo se leva mas com calma,...faz uma triagem nas "todo lists" e vai fazendo o urgente ...;)

Bjs

Sandra e Amaro disse...

O linda como te entendo mas acho que de um modo geral somos todas iguais...

Bjs e aproveita mto o fds

Mónica disse...

Acho que qualquer mulher, mãe trabalhadora, é assim... temos mesmo que ter calma mas há alturas em que não é fácil
Já tinha saudades de te ler!!
Beijocas

Luciana disse...

Como te entendo, principalmente a parte de ficar em casa e cuidar das crianças, da casa e da horta...
Desde há um ano quando adquiri-mos um pequeno terreno com uma moradia para remodelar que a nossa vida mudou radicalmente. Entretanto com a gravidez e o nascimento da mais nova, deixei muitas ideias para traz, mas agora em vésperas dela fazer o ano, começo a querer chegar a todo o lado, ele é horta, ele é projectos para remodelar a casa, ele é responsabilidades com a escola da mais velha, o meu emprego, os afazeres domésticos e ainda tenho a sorte de ter uma mãe e um irmã que são os meus dois braços, para não falar no meu marido, que sai de casa ás 7:30 da manhã e chega ás 8 da noite...
Há dias em que desespero, em que tenho vontade de mandar tudo ás urtigas e isolar-me no meu pedaço com as crianças e não pensar em mais nada, mas depois penso que não sou a primeira nem serei a ultima mulher no mundo com uma vida tão agitada....
Um beijo grande e força, muita força